terça-feira, 22 de março de 2011

Rebelde estreia com corpos sarados e ritmo veloz



Rebelde começou com a velocidade de informação do jovem de hoje. Se o adolescente do século 21 consegue dividir seu tempo entre cadernos, família, paqueras, celular, computador – com todas as redes sociais possíveis –, a novela das 19h da Record estreou nesta segunda-feira (21) cheia de ação.

O ritmo veloz foi aposta desde a primeira cena, na qual Pedro (Micael Borges) invade a festa do colégio Elite Way cheio de sede de vingança pela morte do pai e se depara com a jovem Alice (Sophia Abrahão) no centro do palco.

A agilidade também foi explicitada nas divisões de tela e nos cortes secos e rápidos entre uma cena e outra. A autora Margareth Boury utilizou a força dessa invasão para uma breve volta no tempo, na qual apresentou os principais personagens da trama.

De cara, o telespectador soube de conflitos como a disputa entre Roberta (Lua Blanco) e sua mãe, Eva (Adriana Garamboni), ou a forte aptidão para bebidas alcoólicas do bem-nascido Diego (Arthur Maldonado), sempre em conflito com o exigente pai, Leonardo (Juan Alba).

Bem de acordo com a realidade brasileira, a trama apresentou forte presença de atores negros no primeiro capítulo. Michel Alves, revelado no cinema no filme Ônibus 174, de Bruno Barreto, surgiu como novo rico João, cujo irmão, Lupi (Rocco Pitanga) enriqueceu com um programa de internet. Os dois são filhos de Dalva e Alceu, interpretados, respectivamente, pelos experientes Zezé Motta e Antonio Pompêo.

A experiência também ficou evidente nas representações de Cristina Mullins, intérprete de Teresa, a cozinheira da escola, e Floriano Peixoto, na pele do diretor, Jonas.

A parte técnica mostrou cuidado, com figurinos bem próximos à realidade e um cenário colorido.

Corpos sarados na piscina

Às cores juntou-se a beleza do elenco jovem, usada e abusada pelo diretor-geral Ivan Zettel, como nas cenas sem camisa de Pedro – uma espécie de lobo Jacob brasileiro da saga cinematográfica Crepúsculo. A beleza também foi o foco da cena em que Alice, Vitória (Pérola Faria) e Tomás (Chay Suede) caíram na piscina apenas de roupas íntimas ou do strip-tease despudorado de Alice na festa da escola.

A trilha foi majoritariamente de rock e música pop, mas teve direito até a um momento mais clássico, com a valsa de Strauss Danúbio Azul, na cena em que Alice se despiu diante de todos.

Cheia de gente jovem reunida – e bonita –, a novela Rebelde deixou bem claro para o telespectador que será uma trama pop em ritmo alucinante. Em seu primeiro capítulo marcou 9 pontos no Ibope na Grande São Paulo e 12 pontos no Rio, de acordo com dados preliminares do instituto.

Veja, abaixo, uma seleção de cenas do capítulo desta segunda (21):



Do R7.

0 comentários:

Postar um comentário